➸ Mulher Vermelha ♥

Cada vez que escrevo um bom poema é mais uma moleta que me faz seguir em frente.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Florescer



Um ano. Um ano que você se foi e eu fiquei aqui com raiva. Um ano que você voltou algumas vezes, eu outras, e que nada, no fim, deu certo. Um ano de uma história remoída diversas vezes, de uma dor acumulada, da separação mais desgastante da minha vida. Um ano que eu achei que te amaria pra sempre. Um ano onde eu vi o que não quero ser, o relacionamento que pretendo cultivar, e o valor que tem um amor na minha vida. Um ano que eu decidi valorizar minha liberdade. Um ano onde eu cai, vacilei e terminei por perceber que na realidade o que vale é o que eu sinto e acho que é certo, se não causa dor a ninguém, é esse o caminho que devo seguir. Obrigada por ter sido o melhor homem que me namorou, obrigada pelo melhor sexo da vida, obrigada por ter sido a pior espécie de homem que cruzou meu caminho, e também, por todas as palavras de ódio que só você, com sua personalidade singular, conseguiria proferir. Você me fez crescer. Você me ensinou o que não quero ser. Você me ensinou como eu quero amar alguém e como valorizar o amor. Você me transformou em mulher de verdade. Te conheci uma adolescente que não sabia ao certo que caminho seguir, que não conhecia sequer o próprio corpo. Você foi o primeiro em tanta coisa. Uma pena ter valorizado apenas as pessoas com quem eu estive antes. Um ano que eu espero você voltar, que eu voltei insistentemente, e que eu sequer cogitava amar outra pessoa. Eu fui leal ao meu sentimento por você até hoje. Hoje. Então, ele chegou e transformou mais uma vez a minha vida. Obrigada por arar a terra do meu coração, ele está pronto pra florescer como nunca.

renata oliveira

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Oblíqua e Dissimulada


"Os olhos continuaram a dizer coisas infinitas, as palavras de boca é que nem tentavam sair, tornavam ao coração caladas como vinham."

segunda-feira, 17 de abril de 2017

todo colorido

Ninguém cruza teu caminho à toa, nenhuma relação, por mais simples e fugaz, está vazia de significado. Eu demorei alguns dias pra entender o que você seria na minha vida, eu precisei te ter dentro, pra saber o que faria por fora, eu precisei me deixar cativar. "É incrível, nada desvia o destino, hoje tudo faz sentido, e ainda há tanto a aprender". Desde o primeiro dia, aquela camisa branca com detalhezinhos minúsculos para uma míope, o sotaque, o óculos, tudo o que faria meu coração bater novamente, em outra direção. A cerveja, a música, a comida boa, o simples prazer de andar pelo coração da cidade mais linda do mundo. Detalhes. A minha vida estava cheia de muita coisa, de muitos poréns, de muitas ressalvas, de uma dor que eu já não queria sentir há muito tempo. Você trouxe cor, todo colorido, trouxe desejo, fé e esperança. Trouxe a certeza de que tudo passa e de que Deus se encarrega de curar nosso coração no tempo certo. Eu precisava de você pra desacelerar essa impulsividade toda que corre no meu coração, eu precisava de você pra simplesmente falar "sente", eu precisava de você pra finalmente acreditar que meu coração se libertaria e amaria de novo outro alguém. Você chegou manso, simples, singelo demais. Você chegou pra ser tudo o que meu universo, à essa altura, precisava. Você chegou, e isso me basta.

Renatinha

sexta-feira, 7 de abril de 2017

"mas é cherosa"

Ela é a coisa mais meiga
Que deus no mundo botou
Mas que pena ela não ser o meu amor
Pois só eu sei e ela não sabe
Que ela é minha namoradinha eterna
Mas eu tenho fé
Quando deus ouvir a minha canção
Eu serei feliz por toda a vida
Pois ela será a minha eterna toda colorida

quinta-feira, 6 de abril de 2017

amor é paciência



Se você não faz questão de conversar, não ama mais.

Se a pessoa telefona e acredita que não é nada e nem atende e deixa para depois, não ama mais. Se ela não é mais prioridade, não ama mais.

Se toda história é remorso, não ama mais.

Se já fica irritado somente em escutar a voz, não ama mais.

Se arruma um jeito de retardar a volta para casa, não ama mais.

Se não festeja os finais de semana de folga, não ama mais.

Se não resta vontade de narrar a sua vida, não ama mais.

Se não faz programas a dois, não ama mais.

Se implica com a rotina, não ama mais.

Se beija virando o rosto, não ama mais.

Se empurra a comida com a água, se empurra a convivência com a televisão, não ama mais.

Se não é capaz de esperar o outro terminar de comer para levantar, não ama mais.

Se ameaça antes de ouvir, não ama mais.

Se acredita que a razão tem dono e cobra aluguel, não ama mais.

Se deita em horário diferente de propósito, não ama mais.

Se criou o vício de só falar mal da relação para os amigos, não ama mais.

Se não se importa onde o outro vai e quando volta, não ama mais.

Se o ciúme desfeito não vira saudade, não ama mais.

Se aproveita um erro para criar culpa, não ama mais.

Se a desculpa vem após tortura, não ama mais.

Se não tolera atrasos, se não brinca com os defeitos, se não releva discordâncias, se não procura soluções, não ama mais.

Amor é proporcional à paciência. Quanto mais você tem, mais você ama. Quanto menos você tem, menos você ama.

FC

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Voltou, sem voltar

Ele voltou, mas não por amor, não por gostar, não porque queria recomeçar. Ele voltou pra provar a própria teoria de que estaria esperando por ele, apesar de tudo. Meu amor ainda não foi embora, a vontade de estar com ele ainda existe, mas não assim. Deturpar o meu amor seria trair a mim mesma, estar com ele sem ser dele está fora de cogitação. O amor é real, mas ele precisa ser alimentado, senão perece. E o meu, já está nos últimos suspiros. 

rot 

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Mulher Vermelha

Todos nós 
somos um lugar
Uma morada,
Um refugio para alguém.
Alguns são como 
As ilhas do Caribe
Quentes e profundas
Em sua história.
Ela, com a sua força
E com toda a sua beleza
É como a antiga Paris.
É misteriosa 
E acolhedora,
Com quem sabe
Caminhar por suas ruas.
Em seu peito
Como na antiga cidade
Ja houveram 
Várias revoluções
Politicas, artisticas e espirituais.
Tem infinitos tesouros
No seu intimo
Tão escondidos
Como um antigo templo
Dentro de uma selva densa.
Por isso não se alegra
Com quem chega
Somente,
Até as suas praias
E não busca conhecer
Seu verdadeiros tesouros.
Uma guerreira forte
Uma batalhadora corajosa
Uma pessoa firme 
Como os ventos do norte.
Que mesmo com
Os problemas 
Que aparecem
Segue adiante.
E não para de trazer
Leveza e alivio
Para esse mundo.

Renata, por J. Ferreira 

sexta-feira, 31 de março de 2017

"As vezes tem que doer como nunca, pra não doer nunca mais."



Essas palavras que eu escrevo, me protegem da completa loucura.