➸ Mulher Vermelha ♥

Cada vez que escrevo um bom poema é mais uma moleta que me faz seguir em frente.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Florescer



Um ano. Um ano que você se foi e eu fiquei aqui com raiva. Um ano que você voltou algumas vezes, eu outras, e que nada, no fim, deu certo. Um ano de uma história remoída diversas vezes, de uma dor acumulada, da separação mais desgastante da minha vida. Um ano que eu achei que te amaria pra sempre. Um ano onde eu vi o que não quero ser, o relacionamento que pretendo cultivar, e o valor que tem um amor na minha vida. Um ano que eu decidi valorizar minha liberdade. Um ano onde eu cai, vacilei e terminei por perceber que na realidade o que vale é o que eu sinto e acho que é certo, se não causa dor a ninguém, é esse o caminho que devo seguir. Obrigada por ter sido o melhor homem que me namorou, obrigada pelo melhor sexo da vida, obrigada por ter sido a pior espécie de homem que cruzou meu caminho, e também, por todas as palavras de ódio que só você, com sua personalidade singular, conseguiria proferir. Você me fez crescer. Você me ensinou o que não quero ser. Você me ensinou como eu quero amar alguém e como valorizar o amor. Você me transformou em mulher de verdade. Te conheci uma adolescente que não sabia ao certo que caminho seguir, que não conhecia sequer o próprio corpo. Você foi o primeiro em tanta coisa. Uma pena ter valorizado apenas as pessoas com quem eu estive antes. Um ano que eu espero você voltar, que eu voltei insistentemente, e que eu sequer cogitava amar outra pessoa. Eu fui leal ao meu sentimento por você até hoje. Hoje. Então, ele chegou e transformou mais uma vez a minha vida. Obrigada por arar a terra do meu coração, ele está pronto pra florescer como nunca.

renata oliveira

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Oblíqua e Dissimulada


"Os olhos continuaram a dizer coisas infinitas, as palavras de boca é que nem tentavam sair, tornavam ao coração caladas como vinham."

segunda-feira, 17 de abril de 2017

todo colorido

Ninguém cruza teu caminho à toa, nenhuma relação, por mais simples e fugaz, está vazia de significado. Eu demorei alguns dias pra entender o que você seria na minha vida, eu precisei te ter dentro, pra saber o que faria por fora, eu precisei me deixar cativar. "É incrível, nada desvia o destino, hoje tudo faz sentido, e ainda há tanto a aprender". Desde o primeiro dia, aquela camisa branca com detalhezinhos minúsculos para uma míope, o sotaque, o óculos, tudo o que faria meu coração bater novamente, em outra direção. A cerveja, a música, a comida boa, o simples prazer de andar pelo coração da cidade mais linda do mundo. Detalhes. A minha vida estava cheia de muita coisa, de muitos poréns, de muitas ressalvas, de uma dor que eu já não queria sentir há muito tempo. Você trouxe cor, todo colorido, trouxe desejo, fé e esperança. Trouxe a certeza de que tudo passa e de que Deus se encarrega de curar nosso coração no tempo certo. Eu precisava de você pra desacelerar essa impulsividade toda que corre no meu coração, eu precisava de você pra simplesmente falar "sente", eu precisava de você pra finalmente acreditar que meu coração se libertaria e amaria de novo outro alguém. Você chegou manso, simples, singelo demais. Você chegou pra ser tudo o que meu universo, à essa altura, precisava. Você chegou, e isso me basta.

Renatinha

sexta-feira, 7 de abril de 2017

"mas é cherosa"

Ela é a coisa mais meiga
Que deus no mundo botou
Mas que pena ela não ser o meu amor
Pois só eu sei e ela não sabe
Que ela é minha namoradinha eterna
Mas eu tenho fé
Quando deus ouvir a minha canção
Eu serei feliz por toda a vida
Pois ela será a minha eterna toda colorida

quinta-feira, 6 de abril de 2017

amor é paciência



Se você não faz questão de conversar, não ama mais.

Se a pessoa telefona e acredita que não é nada e nem atende e deixa para depois, não ama mais. Se ela não é mais prioridade, não ama mais.

Se toda história é remorso, não ama mais.

Se já fica irritado somente em escutar a voz, não ama mais.

Se arruma um jeito de retardar a volta para casa, não ama mais.

Se não festeja os finais de semana de folga, não ama mais.

Se não resta vontade de narrar a sua vida, não ama mais.

Se não faz programas a dois, não ama mais.

Se implica com a rotina, não ama mais.

Se beija virando o rosto, não ama mais.

Se empurra a comida com a água, se empurra a convivência com a televisão, não ama mais.

Se não é capaz de esperar o outro terminar de comer para levantar, não ama mais.

Se ameaça antes de ouvir, não ama mais.

Se acredita que a razão tem dono e cobra aluguel, não ama mais.

Se deita em horário diferente de propósito, não ama mais.

Se criou o vício de só falar mal da relação para os amigos, não ama mais.

Se não se importa onde o outro vai e quando volta, não ama mais.

Se o ciúme desfeito não vira saudade, não ama mais.

Se aproveita um erro para criar culpa, não ama mais.

Se a desculpa vem após tortura, não ama mais.

Se não tolera atrasos, se não brinca com os defeitos, se não releva discordâncias, se não procura soluções, não ama mais.

Amor é proporcional à paciência. Quanto mais você tem, mais você ama. Quanto menos você tem, menos você ama.

FC

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Voltou, sem voltar

Ele voltou, mas não por amor, não por gostar, não porque queria recomeçar. Ele voltou pra provar a própria teoria de que estaria esperando por ele, apesar de tudo. Meu amor ainda não foi embora, a vontade de estar com ele ainda existe, mas não assim. Deturpar o meu amor seria trair a mim mesma, estar com ele sem ser dele está fora de cogitação. O amor é real, mas ele precisa ser alimentado, senão perece. E o meu, já está nos últimos suspiros. 

rot 

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Mulher Vermelha

Todos nós 
somos um lugar
Uma morada,
Um refugio para alguém.
Alguns são como 
As ilhas do Caribe
Quentes e profundas
Em sua história.
Ela, com a sua força
E com toda a sua beleza
É como a antiga Paris.
É misteriosa 
E acolhedora,
Com quem sabe
Caminhar por suas ruas.
Em seu peito
Como na antiga cidade
Ja houveram 
Várias revoluções
Politicas, artisticas e espirituais.
Tem infinitos tesouros
No seu intimo
Tão escondidos
Como um antigo templo
Dentro de uma selva densa.
Por isso não se alegra
Com quem chega
Somente,
Até as suas praias
E não busca conhecer
Seu verdadeiros tesouros.
Uma guerreira forte
Uma batalhadora corajosa
Uma pessoa firme 
Como os ventos do norte.
Que mesmo com
Os problemas 
Que aparecem
Segue adiante.
E não para de trazer
Leveza e alivio
Para esse mundo.

Renata, por J. Ferreira 

sexta-feira, 31 de março de 2017

"As vezes tem que doer como nunca, pra não doer nunca mais."

quarta-feira, 29 de março de 2017

Vazio

Chega uma hora que nada mais faz algum sentido. A saudade, a falta, a baixa no orgulho. A vida cheia de remédios vazios. A insistência no amor, a necessidade dele. Sempre doeu, sempre foi difícil. Nunca fomos fáceis. Mas cada um escolhe como lidar de uma maneira diferente, enquanto uns preferem não doer, outros preferem doer demais. E pra não doer, a gente tem que ser vazio, que esperar o tempo passar, que deixar ir. Amar não significa superar tudo, mas saber a hora certa de partir.

rot.

sábado, 25 de março de 2017

Certeza

Foram inúmeras as vezes em que tive certeza que seria ele, senão pra sempre, por muito tempo. Aquele dia na mesa do bar, ele só precisou tocar na minha mão pro meu corpo todo sentir o calor, vontade, e um tremor incontrolável. Naquela mesma noite, tanto tempo depois do nosso último encontro, quando ele entrou em mim senti o prazer que queria pro resto da vida. Semana passada, depois de tantas idas, ele voltou no meio da noite, e só de chegar a um metro de mim, o coração disparou, a mão tremeu, e sabia que minha decisão seria abraçá-lo pela eternidade. Não é só um corpo, é o corpo que encaixa perfeitamente no meu. Não é um simples orgasmo, é a plenitude de ter o amor e o prazer na mesma pessoa. Não é passageiro, porque apesar de tudo, estamos aqui. Tanta coisa mudou, tantas histórias menores passaram por nós, e ainda sentimos isso. Reconstruir pode ser tão bom quanto começar. Amor não deixa de amar.

rot

quarta-feira, 22 de março de 2017

Ele

Calor. Desejo. Uma vontade incontrolável de beijá-lo até de manhã. Vontade de transar, fazer amor e dar uma rapidinha antes de ir trabalhar. Banhos intermináveis. Força. O jeito que ele segura meu braço forçando na cama. O jeito que ele me beija com os lábios moles pra me fazer vontade. O jeito que ele mata a vontade. A forma como ele se controla pra não dizer que ama. A forma como ele diz que ama em atos. Só de chegar perto eu tremo. Só de sentir o cheiro eu lembro. O amor da minha vida. O melhor homem da minha vida. A maneira como os olhos dele fecham quando sorri. A maneira como ele fica o vesgo mais lindo do universo quando me olha de perto. A maneira como eu olho sem piscar pra ele, pelo simples fato de aproveitar cada minuto. A força do nosso amor que resistiu à tantas crueldades. A ansiedade e o medo de não tê-lo mais comigo. O medo de não encontrar ninguém como ele. A vontade de não encontrar mais ninguém. Ele basta. Ele está aqui. Está, não está? E mesmo que não esteja, é o que meu coração quer. O primeiro e o último pensamento do dia. Já falei do cheiro? O cheiro dele, o nosso cheiro, o cheiro depois dele. A memória. Eu tremo de pensar, de lembrar, eu tremo porquê eu quero muito. Que a gente aprenda a se re-amar de uma maneira bonita. Que esse desejo nunca passe. Eu te amo.

Renatinha

segunda-feira, 20 de março de 2017

Quadris. Movimento. Explosão.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Se eu não te fizer chorar
Se eu não te fizer sofrer
Fica comigo essa noite o tempo que quiser
Enquanto se sentir bem
Adoro quando você fica, fica, fica
E vai ficando
Me desacostumando a ficar sem

Odeio quando você vai, vai, vai, vai
E demora pra voltar
Eu nunca sei se a gente só tá revivendo
Ou tentando recomeçar

Toda história de amor é assim
Tem idas e voltas
Mas se nós dois chegarmos juntos no fim
Nada mais importa

Toda história de amor é assim
Tem idas e voltas
Mas tem que ter final feliz
Mesmo sendo escrita por linhas tortas

E adoro quando você fica, fica, fica
E vai ficando
Desacostumando a ficar sem

quarta-feira, 15 de março de 2017

better

"Não era amor,era uma sorte. Não era amor, era uma travessura. Não era amor, eram dois travesseiros. Não era amor, eram dois celulares desligados. Não era amor, era de tarde. Não era amor, era inverno. Não era amor, era sem medo. Não era amor, era melhor."

terça-feira, 14 de março de 2017

ele

Ah, fumarás demais, beberás em excesso, aborrecerás todos os amigos com tuas histórias desesperadas, noites e noites a fio permanecerás insone, a fantasia desenfreada e o sexo em brasa, dormirás dias adentro, noites afora, faltarás ao trabalho, escreverás cartas que não serão nunca enviadas, consultarás búzios, números, cartas e astros, pensarás em fugas e suicídios em cada minuto de cada novo dia, chorarás desamparado atravessando madrugadas em tua cama vazia, não consegurás sorrir nem caminhar alheio pelas ruas sem descobrires em algum jeito alheio o jeito exato dele, em algum cheiro estranho o cheiro preciso dele(...)

CFA

sexta-feira, 10 de março de 2017

Coríntios 13

"Amar é ter esperanças."

Robert Chase

quarta-feira, 8 de março de 2017

9 de Março

Rosas amarelas. Um pedido de namoro. Coração feliz como há muito tempo não sentia. Separações. Brigas. Ciúmes. Nunca comemoramos um ano se quer, nunca comemoramos a força do nosso amor. Apesar de loucos um pelo o outro, extremamente negligentes. Eu só queria te dar o presente que comprei, a carta que escrevi, as fotos que revelei. Eu só queria que você soubesse o quanto eu te amo, e o quanto eu queria que tudo isso mudasse. Meu coração ainda é seu. E amores assim não vão embora. O tempo cura, o tempo vai curar, outro alguém vai chegar. Mas eu nunca vou te esquecer, e ninguém nunca vai preencher seu lugar. Meu pretin.

renatinha

8 de Março

Ela trabalha desde os 15. Nunca teve uma média abaixo de 9 na escola. Conseguiu bolsa na faculdade. Manteve a mesma média. Abriu uma empresa. É uma filha presente emocional e financeiramente. Uma irmã apaixonada e dedicada. Uma tia ensandecida de amor, uma madrinha rigorosa. Aprendeu desde muito cedo o valor da família unida, o valor do dinheiro honesto, e o gosto da liberdade. Mas liberdade não vem do nada, liberdade é conquista diária. Ela já teve que chegar antes das 22h, já teve que trabalhar até as 00h, já teve que passar a noite em claro cuidando da febre das crianças, teve que pagar todas as suas dívidas. Ela só conseguiu ser o que é depois de muita luta, contra si e contra as opiniões de quem não vive a vida dela. E ela insiste nessa luta contra mãe, contra irmã, contra qualquer homem que diga que ela é menos que uma mulher de sucesso só porque às vezes chega às 7h da manhã em casa,  toma um porre daqueles, transa com alguém que queria, ou, ainda, porque não foi à missa na quarta feira de cinzas. Uma ação isolada não diz quem ela é, não define seu caráter e nem descreve toda sua capacidade. Quem vê ela abrindo o portão pela manhã, não imagina as noites que ela já passou estudando. Quem vê toda cerveja que ela consome, não paga seu cartão de crédito. Quem a chama de vadia porque transa com alguém que ela mesma escolheu, não goza com gosto há muito tempo. E quem julga a ausência dela na comunidade, não presencia todos os joelhos dobrados em ação de graça pela vida e pelos seus presentes. O amor próprio só vem com a aceitação de quem se é verdadeiramente, só vem depois que você se despir de tudo o que jogaram sobre você. Se tornar mulher é um processo doloroso, você passa a enxergar as dores que mundo impõe sobre as mulheres. Mas você só aceita a sua definição por outra pessoa, quando você não sabe quem você mesmo é. Não desista de se descobrir, de mudar, de crescer. Não aceite menos que ser só sua. Amor só é bom quando transborda!

Renata Oliveira

segunda-feira, 6 de março de 2017

3 anos

Ele foi assim desde o começo, desde a primeira briga, desde quando eu só tinha um passado antes dele. Parece que era a maneira dele sair por cima, manter a razão, humilhar, ofender, destruir qualquer resto de carinho, pra se fazer certo. Ele se ofendeu com meu passado, depois com a maneira displicente que eu o tratei. E eu o tratei assim, sim, não acreditava que daria certo com alguém com opiniões tão primitivas e preconceituosas. Mas mesmo assim, eu me deixei nutrir amor por ele. 70% do tempo ele era bom, vivíamos em paz, transávamos incrivelmente bem. Éramos o par perfeito, exceto pelo fato de que pra ele, a mulher perfeita não tem direito de ter opinião própria. Qualquer uma que transe mais, que fale mais e que evolua sua opinião, já vale nada. Mulher é feita pra se dar o valor, aham. Nos separamos, voltamos. E todas as vezes que fui embora, foi do mesmo jeito. Uma raiva e em seguida a explosão de xingamentos, ofensas, humilhações. Eu amava um homem que valorizava mais o passado, que o presente. Eu amava um homem que não sabia controlar sua emoção, que não sabia ponderar suas palavras, que acreditava que erros eram reflexo do caráter da pessoa, e não parte de sua formação. Era o tal do relacionamento abusivo. Eu assumi meus erros, pedi perdão pela minha parte falha, e isso foi só mais um motivo pra ele alimentar o ego cheio de razão e de ódio, mais um motivo pra proferir palavras de rancor, ofensas, e mais uma vez rompermos, sem nem ao menos termos tentado. Eu acredito na mudança, eu mudei. Mas eu não demorei 3 anos pra enxergar e tentar agir diferente, ele permanece em seu poço de razão. Esses dias parei pra refletir que talvez seja o destino me fazendo ir embora, aceitar que algumas pessoas têm tempos diferentes, e que nem todas aceitam seu papel no meio em que vivem. Eu não quero que o homem que eu tanto amo desabe em cima de mim toda vez que tivermos um problema, não quero que meus filhos vejam a mãe ser maltratada, não quero que eles sejam educados com uma mentalidade dessa, nem que sejam criados pra julgarem e humilharem os outros cada vez que forem contrariados. Eu amo muito ele, mas nossas diferenças são gritantes demais, e jamais daria certo sem que os dois cedessem. Ele jamais abrirá mão da opinião de homem dele, eu jamais agirei de forma contrária aos meus princípios. O amor não basta, nunca bastou. A gente tem que respeitar, que ter empatia, que compreender. A gente tem que conversar, que entender a lágrima do outro, e acima de tudo, jamais inferiorizar alguém. Alguém que só sabe hipervalorizar os defeitos alheios e os erros passados do próximo, jamais saberá usar seus próprios erros pra melhorar, mas somente pra se afundar mais ainda. Eu não vou deixar de amá-lo, mas vou aprender a viver sem ele, e sem a esperança de sermos melhores juntos.


"Que não seja eterno, posto que é chama. Mas que seja infinito, enquanto dure."

O primeiro passo pra cura, é a aceitação

A parte mais difícil deste último ano foi aceitar que eu precisava de ajuda, aceitar que minha ansiedade e minha impaciência eram problemas, que a maneira como eu lido com o mundo pode não ser a mais correta, ou sábia. Eu demorei pra ceder espaço pras minhas emoções, pra entender que eu precisava perdoar e pedir perdão. Eu demorei tanto, e só me machuquei mais. Nem sempre o perdão do outro vem ao mesmo tempo que o nosso, e eu, como não estava preparada antes pra confusão de sentimentos que havia em mim, não estava preparada agora pra frustração de perder o que mais se amava. Eu conheci o inferno. Eu vi meus sonhos morrerem. Me vi matando cada um deles. Eu abracei o Diabo e voltei. E ai, recomeçar a aceitar que eu precisava de alguém que cuidasse de mim. Ser forte, fingir ser forte, manter o controle, manter a pose de bem resolvida pra mãe, irmão, amigos. Continuar sendo inteira, mesmo despedaçada por dentro. Como doeu. Mas agora, graças a Deus, tudo vai passar. Remédios, terapia, lugares novos, viagens, amor. Reaprender a viver, renascer das cinzas. Fazer jus ao meu nome.

Renata Oliveira

quarta-feira, 1 de março de 2017

"Move on"

"Minha vida mudou muito nos últimos meses. Eu mudei muito nos últimos anos. Mudei sem oferecer a menor resistência. Mudei sem me surpreender com as mudanças. Elas simplesmente apareceram, aconteceram, me invadiram e se instalaram. Então, eu finalmente me senti em casa dentro de mim mesma. E hoje, mais do que nunca, sinto que não devo nada para ninguém. A gente demora demais para se livrar de pesos e culpas. Mas um dia, finalmente, a gente acorda. E descobre que tem uma vida inteirinha pela frente."

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Amor ♥

Casal perfeito é aquele que não consegue se separar, e nunca por falta de tentativa.

Fabrício Carpinejar

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Amor,

Nada do que viveu antes terá sentido, nada do que possa viver depois terá sentido. 

Fabrício Carpinejar

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Nós dois

"Inteiro, intenso, indescritível."

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Aceitar

Eu demorei pra aceitar que estava errada, demorei pra me perdoar e perdoar o que tinha causado a nós dois. Mas eu finalmente consegui, e limpei todo rancor que poderia existir. Infelizmente, ainda, não deixei de te amar, só o tempo vai levar isso. Mas toda a dor, todas as palavras ruins, todos os atos, todo o orgulho já não ferem como antes. Eu só queria isso pra você, que você entendesse porque tivemos momentos tão ruins e aproveitasse o que o novo tempo de bom. Já não tenho esperanças sobre nós, já mudei os planos a cerca do meu caminho. Mas você tem na mão a chave pro nosso sucesso ou total fracasso. O bom do tempo é que ele passa, ele cura, ele transforma. Meu amor por você hoje é carinho, espera de que possas ser feliz, sem usar e nem ferir ninguém.

Forgive

Eu não poderia perdoá-lo, ou gostar dele, mas eu via que aquilo que ele havia feito, era, para ele, inteiramente justificável.

O Grande Gatsby

sábado, 28 de janeiro de 2017

Recomeçar

Foram os erros que cometi que me tornaram mais tolerante com os erros que os outros cometeram comigo. Foram as dores que causei, que me ensinaram a perdoar o sofrimento que me causaram.

Porque existe o erro e escolha pelo que é errado. O primeiro é tentativa de acerto, faz parte da busca, do aprimoramento, do que é humano, do caminhar. Já a escolha pelo que é errado passa conciência. É opção de caminho, egoísmo, caráter, intenção. Viver é equivocar-se. Tentamos acertar do melhor jeito que podemos, com nossas limitaçoes e bagagens. Buscar ser feliz é estar exposto, é cometer muitos erros ainda.

Entre tropeços e acertos os erros são necessários. São os erros que nos tornam mais humildes, é com eles que aprendemos a acertar e a desculpar.  E a gente segue, tentando não errar tanto da próxima vez.


Andréa Beheregaray.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

você me veio como um sonho bom

Sonhei. De novo. Mas hoje acordei de um jeito diferente, com uma sensação diferente. Aquela dor que vinha ao lembrar tudo que fomos e tudo que poderíamos ter sido, não amanheceu comigo hoje. Fomos felizes, bem felizes. Fomos cúmplices, lutamos pelo que queríamos, brigamos, fizemos as pazes, vivemos intensamente. Nos amamos acima de toda a raiva. Fomos felizes, durante um tempo que poderia de fato, ter sido melhor aproveitado. Mas que ainda assim, foi lindo. Choramos, beijamos, gozamos, planejamos o casamento, o filho, a casa. Demos vazão ao que nos fazia bem. E eu sou grata por ter vivido coisas boas, mesmo em meio a tanta coisa ruim. O amor sempre vai falar mais alto. E meus últimos sonhos refletem isso.

rot.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

and I kissed your eyes...

Quando eu olhei pro lado, em quem eu tanto pensava, estava ali me olhando. Aquele olhar duro, cheio de raiva, o mesmo de quando brigávamos e ele não aceitava meus argumentos, o mesmo ódio de quem não aceita que as vezes pode ser diferente. Eu não tive tempo pra sentir, pra seguir, ou pra continuar olhando. Eu não tive tempo pra esperar o olhar ficar sereno. Quando a gente esquece, o olhar esquece também, e claramente, não nos esquecemos. O tempo vai passar, vai curar essa ferida que dói tanto no meu coração, e que de alguma forma deve afetar o dele. Nossos olhares talvez não se reencontrem mais, talvez eu não veja mais aqueles olhinhos felizes. Talvez tudo tenha mudado pra sempre. Mas nada como um olhar, pra confirmar o que o coração sempre disse. Nos amamos, louca e desesperadamente. Pena não sabermos lidar com isso.

ROT

Paz ♥

Não é mudando de vida que mudará de personalidade. A paz virá quando aceitar o passado.

Fabrício Carpinejar

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

#DL

Estranho seria se eu não me apaixonasse por você ♥
Obrigada por estar aqui, nesse momento, nessa circunstância, depois de tudo isso. Obrigada por ensinar o significado do remar, re-amar, amar.


sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

like a dream

Eu sonhei com ele de novo. Não queria, não precisava. Os dias já estão bem difíceis tendo que conviver com todas essas mudanças dentro de mim. Já está terrível lidar com a falta, com a perda, com os hormônios, com tudo isso. Agora que as noites voltaram a ter um tamanho normal, eu preciso sonhar com ele? Por favor, não. Nada mudou. Nada vai mudar. Agora só resta cicatrizar a falta que meu pequeno sonho vai fazer. Faith. Strong.

♥r

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Saudade, bebê

Os enjoos não duraram um mês, o peito dolorido agora é por causa que está virando pedra o que era pra te alimentar. Hoje sonhei com você, meu pequeno grande sonho. Estes tem sido dias difíceis, dias de dor e saudade. Como seria o olho, o cabelo, o nariz? Como seria se tivéssemos começado errado e terminado certo?  Como seria sem aquele dia 05.01 pra interromper meu desejo maior?

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Ao meu bebê,

6 semanas, um grão de ervilha com um coração extremamente forte. Um sonho interrompido. Um sangramento e o final de tudo, do porquê, da insistência, da fé. Ainda bem que meu anjo foi embora, ele não mereceria toda essa confusão do lado de cá. Um anjo amado e adorado pela mamãe e pela vovó. Um anjo de segredo, de renascimento. Você foi embora pra eu poder renascer em outra vida, com outro amor, com mais fé. Guarda sua mamãe e ora pelo seu papai, seja melhor do que nós fomos. Não te prometo que serei feliz todos os dias a partir de hoje, mas depois de tudo isso, de toda essa força, da dor de te ver ir embora, eu prometo só me dedicar a felicidade e ao bem. Eu te amo meu pequeno sonho  ♥

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

2016/2017

Doeu. Cinco dias de dor, de rompimento, de realidade extrema. Cinco dias assumindo as consequências dos erros, dos acertos e da reação alheia. Eu sabia que não daria certo desde o primeiro término, eu sabia o quão manipulador e dissimulado ele era. Mas eu acreditei. Acreditei no amor, no perdão. Acreditei na minha mudança, e no que ela seria capaz de fazer nele. Mas a verdade veio e como sempre, rasgou a ilusão que ainda existia. Doeu, doeu pela última vez. Mudar é necessário, e começamos 2017 de forma diferente. Sem ninguém, sem expectativas e com muitos projetos. 2017 será o ano do prazer, 2016 já feriu demais.

rot

domingo, 1 de janeiro de 2017

2017

A ruína é um presente. A ruína é estrada pra transformação.

Comer, Rezar, Amar



Essas palavras que eu escrevo, me protegem da completa loucura.