➸ Mulher Vermelha ♥

Cada vez que escrevo um bom poema é mais uma moleta que me faz seguir em frente.

sábado, 31 de dezembro de 2011

Acalma teu coração pequena. Só ta começando. 
renataoliveira

E que venha.


E muito obrigada Deus por 2011 ter acabado. O ano do qual não sentirei meras saudades, mas que além disse, me trouxe alegrias imensas. Obrigado por ter me dado força pra chegar aqui, pelas lágrimas e pelas gargalhadas. Pelas recaidas, pelo novo. Obrigado pela esperança e pela fé. Obrigado. Manifestaste tua força no meu dia-a-dia, nas minhas companhias, no meu caminho. Obrigada pelo meus amigos, meus fieis e leais parceiros. Obrigada pelo meu serviço e pela força de correr atrás do que eu quero. Obrigado pelo meu gênio de cão e por essa personalidade complicada. Obrigada. E que este ano que chega, amanhã. Que este mude todas as minha expectativas. Que não seja dolorido como 2010 e nem inerte como 2011. Que nesse que chega, mais força, mais fé, mais esperança me mova. Que tudo melhore. Amém.

renataoliveira

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Não sou divertida. Não entendo dos seus assuntos. Não sou boa de cama. Nem gostosa. Sou uma mera adolescente coadjuvante nessa vida. To aqui, ainda, de brincadeira. Corro. Canso. Descanso. E volto com tudo. Eu tenho estado com a cabeça cansada, com um preguiça enorme de guardar comentários. Eu só quero mesmo é ficar bem. E fazer das poucas horas que tenho em paz, suficientes para minha recuperação. E repito outra vez, não é tempestade em copo d'água. Correr atrás cansa. Desanima. Desgata. E eu não sou nada demais, ainda. Não sou nada além da minha inteligência medíocre e da minha intolerante personalidade. Eu não sou nada além dessa adolescente mimada, chata, egoísta e indiferente. Mas eu gosto de você. 

renataoliveira

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

E não Darling, essas minhas reações não são de insegurança. É puro egoismo mesmo. Não é que eu tenha medo de ficar só, até porque, sempre que algo que desconsidero me irrita eu abandono. É só porque meu coração não suporta ver o que é meu nas mãos de outro, qualquer outro. E o que as vezes, nem é meu de verdade.

renataoliveira

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Mas tantos defeitos tenho. Sou inquieta, ciumenta, áspera, desesperançosa. Embora amor dentro de mim eu tenha... Só que não sei usar amor: às vezes parecem farpas.

Clarice

sábado, 24 de dezembro de 2011

Sem árvore, sem vermelho e dourado, sem partilha  e tão pouco com algum espirito. Um fim de semana como qualquer outro, uma noite como outra qualquer. Algo que o tempo tirou, que o senso de realidade levou. Por que reunir a familia justo na ultima semana do ano ? Temos outros 357 dias pra isso e não o fazemos, é hipocria. Sem presentes, sem ceia, sem Simone cantando. Sem esperanças pro próximo ano, bem consciente da inércia que foi 2011. Chegamos a mais um fim de ciclo, ou só a mais um motivo pra beber e soltar fogos. Fica, pra mim, nesse natal de 2011 um pouco de fé. Pra ver se algo melhora e se muda daqui pra frente. Mas, junto dessa fé o fim de muitas outras crenças futeis. Que Deus continue comigo, que eu continue comigo. Que  venha o de melhor que eu possa buscar e conquistar. Porque daqui um ano os mesmos estarão planejando e falando as mesmas coisas de todo Natal, de todos os tempos.

renataoliveira

domingo, 18 de dezembro de 2011

Só ele.

Só ele conheceu uma mulher corajosa que admitiu todos os medos, todas as neuroses, todas as inseguranças, toda a parte feia e real que todo mundo quer esconder com chapinhas, peitos falsos, bundas falsas, bebidas, poses, frases de efeito, saltos altos, maquiagem e risadas altas. Ninguém nunca me viu tão nua e transparente como você, ninguém nunca soube do meu medo de nadar em lugares muito profundos, de amar demais, de se perder um pouco de tanto amar, de não ser boa o suficiente. Só ele viu meu corpo de verdade, minha alma de verdade, meu prazer de verdade, meu choro baixinho embaixo da coberta com medo de não ser bonita e inteligente. Só para ele eu me desmontei inteira porque confiei que ele me amaria mesmo eu sendo desfigurada, intensa e verdadeira, como um quadro do Picasso.


thati bernardi

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca.
Caio Fernando Abreu

domingo, 11 de dezembro de 2011

A minha alma é inteira e por isso sou livre.

Andrea Beheregaray

É, você me faz feliz

E eu to te amando Darling,  eu to pensando em você antes de dormir e no caminho do trabalho . To bem feliz, bem completa. A madrugada tem outro sentido agora, não é mais de fuga. Ter você pra cuidar, até em pensamento me faz bem. Ter você, pra ficar em silêncio me deixa em êxtase. E os dias seguem, muita coisa ainda está por vir. E em breve, não serão apenas nos inícios de madrugada que serei sua companheira. 

renataoliveira

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011


Pois é querido, to precisando de você again.  Pra me ver de cara vermelha e ouvir minhas meias palavras cortadas pelo choro seco. Esse é o melhor. Ou em correção, o melhor do que sobrou de mim. Eu sei, é vergonhoso. Mas a educação, o pudor, a delicadeza foram perdidos naquele março já frio. Ta sendo dificil, mas ele querido, já é dono da minha vida. Se desistir agora, talvez essa frieza desapareça. E tudo o mais que ainda resta, também. Eu o amo, eu sei. Ando separando chocolates pra ele, doces, ando revelando fotos e colando em todas as partes que sempr vejo. Eu ando me dedicando, internamente, pra ele. Querido, por que esses dias dias  frios tinham que chegar justo agora ? Só pra dar mais cinza pras manhãs gélidas.  Há algum tempo eu não dormia abraçada os joelhos. Há algum tempo, inclusive, eu não te escrevia. Talvez esta crise seja boa, talvez faça eu me encontrar comigo mesma em alguma esquina. Em alguma lágrima.  Peguei numa caneta de novo, depois de tanto tempo, mas dessa vez tive medo. Crio aqui, em meio a estas palavras alguém que não vive o que sente ? Que não se deixa tomar por toda a intensidade que transparece ? Nunca foi tão dificil te escrever. Nunca foi tão complicado te explicar o que ta passando aqui nesse coração fodido e confuso. Eu sempre soube que ele não teria paciencia pra viver isso, ou que eu nao teria. Minha convalescênça ainda não acabou. Tudo passou, e esta Renata que lhe escreve é uma mera cicatriz. Não precisa me dizer que caminho seguir, que palavras dizer, o que sentir. Mas quando deito tenho que esquecer tudo que suportei durante o dia, e quando acordo, tenho que esquecer todos os pesadelos e sensações que o frio da noite me trouxe. Pensei em parar de escrever, acredita ? Passar pelas minhas crises internas de boca calada e rosto seco. Passar. Esperar. Resisti, relutei pra te procurar. E seja esta, muito provavelmente, uma das ultimas vezes que te procuro. Se o sol voltar, se o calor dele voltar a me aquecer e fazer feliz eu venho te contar como foi. Se essa crise for mais que um abalo, eu venho me despedir. Me mande forças, em pensamento. Pra eu conseguir passar a semana sem machucar ninguém. Sem me machucar.

renataoliveira

sábado, 3 de dezembro de 2011


As tuas mãos me acendem.    
Portanto, não te preocupes com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã terá suas preocupações. Basta a cada dia a própria dificuldade.
Jo 6 - 34b

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Uma das ultimas cartas...

Culpamos um ao outro. Julgamos. Machucamos. E ainda, insistentemente, fazemos isso. Não vou dar a mão pra quem vai voltar pra trás quando encontrar a primeira porta. Eu quero, entenda bem, você na minha vida. Mas ainda não estamos prontos pra isso. Mais uma tentativa agora, é mais uma mágoa amanhã. Vamos ficar bem, vamos ficar perto. Vamos tentar melhorar esta situação. Os dias quentes estão vindo. Quanto mais apressarmos isso, mais vai doer. Entende isso ? Não é que do seu lado meus sorrisos não sejam sinceros e espontâneos, é que do seu lado tudo de ruim parece nos focar. Não é com você, não é comigo. É com a gente. Eu acredito sim que pode ser melhor, mas nós temos que nos tornar melhores. Assim, desse jeito, só vamos nos ferir mais e mais. Garoto, eu amo você. Desde aquele 15 de abril, até antes. Eu só queria que você soubesse, que entendesse. Nós ainda somos duas crianças fazendo birra, ainda somos. Crescemos, mas não evoluimos. Ficamos maiores, mas não melhores. E eu te amo sim.  Se três anos não tiraram você da minha vida, os novos tempos só virão pra confirmar o quanto és importante. É tempo de despedidas. Você também está se despedindo de alguma coisa. Vamos passar por isso bem, nem precisa ser perto, mas juntos. Com força, com fé, com amor. Sem exigências. Lembra ? Eu te amo. E nada supera.

renatinhaot

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Palavras me faltam pra expressar o quanto és amado.

Eu passei tanto tempo andando no escuro, tanto tempo acreditando que ia dar certo. Tanto, que aquele fogo que um dia iluminou a vida de todos, se findou. Sim, sobrou algo, cinzas. Frias e amargas.  Não desejo mais o vestido branco, não acredito mais na pura santidade de alguém. Não quero mais a carreira amada. O sonho já não me seduz como antes. E tristemente fiquei assim, rígida até com o que me era mais importante. Dos interesses mais distantes aos meus planos mais apaixonados. Tudo virou questão de conveniência. O corpo virou objeto, a alma, algo ignorável. Eu virei aquilo que mais abominei.  Nos tornamos tão rudes com a gente, que mesmo o grande amor que nos une, nada mais significa. Ainda damos mais valor aos nossos podres valores, ainda nos importamos com tudo que nos machucou. Eu me importo. E hoje, quando o amor se dá pra mim de uma forma tão singela e apreciável. Tenho medo. Medo de não notá-lo, de deixá-lo ir, de agir mal com ele. Mas é bom, eu to feliz. Mas é ruim, já não vale mais a mesma coisa. Perdoe-me amor, perdoe-me pela fria postura que assume diante de tudo que me cerca. Perdoe-me por reconhecer e não dar-te a devida atenção. Não tem mais poesia em mim. Ela também fugiu. E palavras me faltam pra expressar o quanto és importante. O quanto és amado.

renatinhaot

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

O RIO TIETÊ

 O Rio que percorre nosso estado de leste a oeste, banhando diferentes cidades , atravessa São Paulo. Por nascer em meio as Serras, sua estrutura não conseguiu atravessá-las para que ele pudesse desaguar no mar, assim o rio s expandiu para o interior.
 Em São Paulo, o Rio Tietê tem uma longa história de amor e de poluição. Desde os primórdios da colonização, foi apontado como objetivo e direção, que ensinou novos caminhos e acompanhou os Bandeirantes exploradores da terra. Mas, por todo a evolução que se deu, às margens do Rio Tietê e de sua estrutura ainda bruta, a partir da década de 1950 com avanço populacional e o crescimento industrial desordenado em São Paulo, o rio passou a receber esgoto doméstico e industrial, deixando as águas poluídas e contaminadas.
 Com seis bacias que passam por 62 municípios diferentes, a explosão da industria e da população não deixou que a estrutura do Rio se adaptasse as novas necessidades. O que existem hoje, apenas, são canais por onde deságuam o esgoto de casas, bairros e cidades ao redor do rio, sem tratamento algum.
 Assim, o Tietê que em seus primórdios era usado para esportes aquáticos ao passar do anos tornou-se ponto de deságüe do esgoto das gerações seguinte.
E este uso indevido da população aliado a falta de tratamento e da falta de investimento das autoridades, resultou em um rio sem vida e ameaçador. O rio Tietê além de não ter mais possibilidade de vida em seu leito, agora traz consigo grandes vírus e bactérias que em contato com o ser humano, pode causar infecções e doenças.



________________

domingo, 20 de novembro de 2011

E foi bem complicado passar por tudo isso. Mais um ano, ta ai, no fim. Ele voltou, outros vieram. A dor da saudade no peito latejou por muito tempo, as convicções  vieram e da mesma forma, se foram. Todas as certezas foram destroçadas e de mim sobrou isso, ou, resultou nisso. Doeu muito ver que o maior amor pode deixar-nos na mão, e que ainda existe gente que nos deixa na mão. Tão pouco tempo e eu já cansei, já desisti. Cansei das duplas palavras, da falta de confiança, da pressa, da raiva. Cansei daqueles que só sabem te olhar pra ver o lado ruim. Chega disso e chega dessa influencia. Dos que não sabem lidar nem com o proprio tempo. Sem esperar e sem qualquer lembrança. Vamos começar de agora, sem esperar o próximo ano ou a proxima festa. Que isso mude. Que isso acabe.

renataoliveira

domingo, 6 de novembro de 2011

Não sei bem o que dizer sobre mim. Não me sinto uma mulher como as outras. Por exemplo, odeio falar sobre crianças, empregadas e liquidações. Tenho vontade de cometer haraquiri quando me convidam para um chá de fraldas e me sinto esquisita à beça usando um lencinho amarrado no pescoço. Mas segui todos os mandamentos de uma boa menina: brinquei de boneca, tive medo do escuro e fiquei nervosa com o primeiro beijo. Quem me vê caminhando na rua, de salto alto e delineador, jura que sou tão feminina quanto as outras: ninguém desconfia do meu anti socialismo interno. Adoro massas cinzentas, detesto cor-de-rosa. Penso como um homem, mas sinto como mulher. Não me considero vítima de nada. Sou autoritária, teimosa, impulsiva e um verdadeiro desastre na cozinha. Peça para eu arrumar uma cama e estrague meu dia. Vida doméstica é para os gatos. Tenho um cérebro masculino, como lhe disse, mas isso não interfere na minha sexualidade, que é bem ortodoxa. Já o coração sempre foi gelatinoso, me deixa com as pernas frouxas diante de qualquer um que me convide para um chope. Faz eu dizer tudo ao contrário do que penso: nessas horas não sei onde vão parar minhas idéias viris. Afino a voz, uso cinta-liga, faço strip-tease. Basta me segurar pela nuca e eu derreto, viro pão com manteiga, sirva-se. 
Sou tantas que mal consigo me distinguir. Sou estrategista, batalhadora, porém traída pela comoção. Num piscar de olhos fico terna, delicada. Acho que sou promíscua. São muitas mulheres numa só, e alguns homens também."

marthamedeiroa

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Hipocritamente, feliz


Faz tempo que não escrevo sim, querido. E esse clima, típico dos ultimos dias de outono e dos primeiros da primavera, ainda me da vontade escrever. O tempo anda passando bem rápido do que eu esperava, Darling. E ainda não recuperei aquele ar tranquilo e aquele sorriso fácil. Verdade seja dita ? Ela já foi tantas vezes. Estas cicatrizes me tornam quem sou hoje, e elas ainda aparecerão, por mais feliz que eu seja. Ainda tenho aquelas vontades, lembra ? - Pega esse casaco menina, pega o café e vai, uma hora a coisa melhora. Mas nao melhora não, querido. Nao dói mais, não agoniza mais. Mas deixou ai, pequenas grandes marcas. Profundas e relevantes. Da pra me perdoar por isso ? Por ter explorado a mim mesma, a ponto de sobrarem apenas vestigios do que ja fui. Eu me tornei algo que eu já abominei. Espelho do que ja fui. Contrária a tudo em que acreditei.     Fria. Preparada. Nostalgicamente feliz.

renataoliveira

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O tempo é rei



Eu vi o tempo passar, vi tanta coisa mudar.
Então tomei um caminho diferente.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Agradeço todo tempo, por ter encontrado você ♫

O tempo é rei, e a vida é uma lição. E um dia a gente cresce. E conhece nossa essência e ganha experiência. E aprende o que é raiz então cria consciência.


Charlie Brown ♪

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Há muito os espamos que me tiran a respiração e me apertam o peito não apareciam. Há tempos. Fazia ano.
As noites dificeis e insones voltaram.
Os dias ativos e mantidos a base de drogas modernas continuam. 
O café e a tinta já acabaram.

RENATAOLIVEIRA

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Mas foi escrito assim, todo começo tem um fim ♫

Só lembranças e boas recordações devem ficar, pra continuar vivendo & pra não ficar sofrendo 

Que esses eram dias dificeis, nós sabiamos. Agora, que seriam dias lúgubres, não tinhamos a mínima ideia. O cinza escuro do céu parece trazer o luto. E assim o tempo acabou. Um sopro de vida. É estranho quando algo assim te afeta diretamente. É estranho quando você sente, de tantas e diversas formas, que agora tem uma lacuna. Mas ainda em meio a dor, ainda assim, eu penso em como ele encararia isso. Em como ele, também, zombava da vida. Afinal, ele viveu bem, muito bem. Ele viveu, no maior e melhor sentido da palavra. Ele aproveitou, até o ultimo suspiro.  Que Deus cuide desse nosso irmão, que tenhamos fé pra acreditar nisso. Que o sol apareça e o ar lúgubre se vá. Que a vida continue, porque ele nunca parou, não pra gente.

renataoliveira

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Pelos dias de cão, MUITO OBRIGADO ♫

Por uma dessa eu ainda não tinha passado, mas espero passar. Ta complicado agora,  os dias deleais se tornaram dias de cão. A trilha sonora ta ficando mais down, o clima mais pesado e o ar mais denso. Ta dificil de acordar, dificil de pegar no sono. Faz tempo que não uso esta palavra, mas ela me convém agora. Consternação. E não dói mais, a questão agora é outra, incomoda pra caralho. Da a sensação de consciencia pesada, mas desta ai, eu me livrei há um tempo atrás.. Ou tentei. Sensação de que está errado. Sensação de algo fora do lugar. Entendem ? Sinceramente, espero que não. Uma já é demais nesse estado de aflição. Que os dias ao menos, continuem ensolarados, e que os ventos, furiosos ventos que passarem por aqui, levem isto que ainda não sei definir. Levem essa agonia.

renataoliveira

terça-feira, 4 de outubro de 2011


O tempo ruim vai passar é só uma fase ♫♪'

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

- Mas menina, a vida ainda vai te dar muita porrada forte, e fica esperta, ela só vai fazer isso por que sabe que você é dura na queda. E eu gosto disso, aliás, gosto muito de você.

ws.

Agora, é pra valer

a boca vermelha de uma dama louca ?  
e assim começa a valer tudo que um dia foi previsto, assim começa a vida de alguém que nem conhece o mundo, agora tudo começa a ter graça. que Deus me perdoe por tudo que eu vier a cometer, que Deus cuide dos meus passos e me dê sempre a consciência tranquila, que minha fé permaneça e que os dias continuem bonitos. não havia ainda reparado que na primavera as árvores mudam de cor, e parecer recobrar a vida. não havia reparado que é o frio que dá mais graça ao sol que por setembro aparece, o mesmo frio de outono, o mesmo gelo alucinante. não, não se confundam, este gostinho bom ainda não supera a sensação de calor, mas ando procurando ter uns dias bons, com tudo que se me oferece. o dia amanhecei feliz, ao menos pra mim. 

renataoliveira

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Não, não quero ouvir tuas reclamações sem razão aparente. Não quero que teu negativismo afete meu jeito, ainda, bonito de ver as coisas. Tudo bem que nada aconteceu como pensávamos, que os planos que Deus tem traçou pra gente não batem com os nossos. Tudo bem. Já pensou em confiar ? Não é porque chove, porque atrasam seus serviços, porque não te valorizam, porque alguém diz algo que não faz muito sentido pra ti. Vê se abre o olho e enxerga que nem tudo pensa como você, caralho. As vezes, assim raramente, as pessoas pensam e têm gostos que diferem, vontades e responsabilidades com importâncias diferentes das tuas. Vê se aprende olhar pro lado, vê se aprende a ser bom antes de abrir tua boca pra falar alguma coisa, que se quer, você entende. Tenta aprender alguma coisa antes de me incomodar outra vez, pois minha paciencia com esta tua ingnorância inerente à ti, me mata. Sua inabilidade, sua impericia, seu conformismo e falta de visão, há algum tempo já me saturaram.

renatinhaot

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Um café, um cigarro, uma esquina qualquer.

Mas é meio complicado eu sei, qualquer dia te convido pra me pagar um café. Um lugar movimentado, luzes, carros, buzinas, pessoas andando de um canto pro outro. Só pra sentar contigo num ponto de onibus e conversar, falar do cósmico, do infinito, do lúdico. Pra gente discutir, rir e até chorar, ando nostalgicamente feliz ultimamente Darling. Preciso preencher todo esse silêncio ou calar todo este estrondo. Preciso espairecer.   Como de costume,  necessário de tempos em tempos, e já faz algum que não sento só pra olhar o céu com suas estrelas ocultas.  Te espero qualquer dia, numa esquina qualquer, acompanhado do café e do cigarro.
renataoliveira

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Não posso, sem você.

E eu não sou mais a única na tua vida, assim como você não é mais exclusivo na minha.. Não é só com o teu sorriso que consigo ter alegria, muitos outros me trouxeram extase. Mas ainda é do teu cheiro, do teu corpo suado, do  teu sorriso largo que eu gosto. É você, que eu prefiro. Você que faz falta nos dias frios, e é de ti que dá saudade nos dias quentes. Sabe, eu ainda amo você & o nosso eterno sobreviverá. Eu não posso viver sem a minha vida, eu não posso viver sem a minha alma. E você, resumo tudo que sou e em que me tornei. Você esteve em mim todo esse tempo. Você.

renataoliveira

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Agora é tarde,*



A verdade é que tenho medo de que você descubra que pode amar outra pessoa, por isso não te deixo ir, ou tento. Aos caminhos eu entrego nosso encontro, só porque acredito que ainda vou te achar pelas ruas de Sampa na madrugada, em algum bar, no bom e velho fast-food 24h. Talvez esta seja uma tentativa meio egoista liberal, se é que isso é possivel. 

renataoliveira

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Amor, de alma.



E foi, foi dificil sentir seu abraço sabendo que de ti não terei mais nada. Sinto sua falta, tens a minha alma, se é que lembras disso.. Mas é a nova fase, né ? Contagem regressiva pra tudo isso aqui começar a valer, e de ti, com esforço, talvez terei uma lembrança boa. Não te perdoei, não conheço isso. Mas te amo, te cuido, te venero. Vai, fica bem. Mas metade da tua alma continuará sendo minha. Isso, ninguém,  nem a mais sagaz das tuas mulheres conseguirá.

renataoliveira

terça-feira, 13 de setembro de 2011

É, parece-me que a poesia está voltando.

E dói, dói mesmo mesmo ver que todos os que um dia tiveram perto do teu amor abriram mão da felicidade, pelo gozo barato de alguns sorrisos. É dificil conviver com a imagem  da alegria sórdida dos rostos das pessoas, que nem humanos devem ser considerados. Vai ser difícil, soube eu desde o começo. Mas há amor nas minhas veias verder, há amor e fé. Por isso, por acreditar eu fui. Eu amei.  Passar por alguns lugares continuará sendo dificil, ter a lembrança boa espairecendo a mente e ruim atordoando-a, logo em seguida, já é praxe. Mas Deus, cuida da minha força de vontade. Da luz, força, coragem e tira um pouco dessa minha fé, desse meu amor. Me livra destas maldições. Me livra do que me fez arrefecer.

renataoliveira

segunda-feira, 12 de setembro de 2011


Vai doer, vai doer muito ainda. O processo de te re-esquecer começa agora. Mais sofrido, mais amargo. Mais batalhado. 

renataoliveira

domingo, 11 de setembro de 2011

E chegaram, 16 !


Confesso que esperei mais dos 15 e por isso, hoje, nada quero dos 16. Esperei mais amor, mais sexo, mais alcool, mais loucura. Esperei a agitação pra compensar a dor que já tive, e não, ela não veio. Mas, mesmo com todas as contradições possiveis, eu gostei dos meus 15, foi, de certa forma, meu ano. Renata Oliveira se confirmou, meus desejos, minhas vontades se reafirmaram. A escritora, ébria e voluptuosa nunca esteve tão à tona. Deus, Deus .. Obrigado por mais um ano sobrevivido, que os que chegarem, ao menos tenham gosto de vida. A cuba já tava esquentando e fui obrigada a bebê-la, a tontura foi inevitável. Voltando, Senhor, esperei muito do que vinha, prometo não mais cometer esse erro. Foi um bom ano, um ano de extremos, assim como eu. 16 anos fazem que minha mãe teve alguma esperança ao me botar na Terra, não entendo porque, acho até que ela não entende isso. Porém, contrário a todos, tenho uma visao bem clara do que eu sou, do que eu quero. Por isso, hoje, faço um pacto contigo. É um ano novo,  o começo  de um longo envelhecimento, o começo de uma vida, talvez, absolutamente monotona. Não me deixe cair na rotina do dia dia, não me deixe ser esmagada pelo cansaço das noites mal dormidas. Eu amo esse coração que pulsa sangue em meu corpo, espero demais, sei bem, mas tenho uma certa curiosidade pelo que vem. Comprometo-me a fazer diferente, a fazer melhor ainda. 16, 16 ! Sei bem que escrever,e ainda mais alterada, não é algo que seja relevante. Mas da tua ajuda eu preciso pra ser feliz. Da tua ajuda eu preciso pra fazer valer o que eu quero ! 16 ja foram, e muitos ainda passarão. Que venha para mim fé, amor, coragem, falta de pudor, volúpia, mais amor, torpores. Que venha para mim prazer em estar viva, que não seja mais um ano e nem um a menos. Que seja a continuidade dos meus belos dias, da minha loucura e da minha fé. Amo isso aqui, apesar dos apesares. Boa sorte pra mim ! Vai lá Renata, a porra toda começou agora.


renataoliveira

sábado, 10 de setembro de 2011

Despedida, ou uma tentativa dela

Eu preciso mesmo é só fechar os olhos, quando qualquer coisa que te lembra aparecer na minha frente. Tampar os ouvidos cada vez que uma palavra que te lembre for proferida.  Quando os lugares, as musicas, as frases, os apelidos, os endereços, os planos; quando tudo vier à tona, eu preciso apenas sorrir e ficar feliz com quem Deus  me deu. Isto é uma despedida, da qual tanto precisamos, ou mais uma tentativa, ainda não sei. Fica bem nestes dois ultimos meses, fica tranquilo.  Só não finge felicidade pra não eu não me doer por dentro, eu te amo demasiadamente pra suportar teus abraços com outras. Dias seguem, contagem regressiva pra eu não mais te ver, pra eu enfim, buscar a completa alegria. Garoto, garoto .. você foi meu, você foi. Te amo e pra sempre isto será uma realidade, mas não me arrependo da escolha fiz. De ti vou guardar as lembranças boas; as revoltas, as ruindades os bloqueios emocionais vou fazer o máximo esforço à esquecer. Vou esquecer. De ti só quero a lembrança daquela tarde de junho, quente, fervorosa, marcante; tarde em que tua fui pela primeira vez, tarde em que me comprometi pro resto da vida. Viver de passado não ajuda, você não é meu presente. Pra sempre te amarei meu menino, pra sempre guardarei a lembrança bonita do teu sorriso largo. Teu cheiro, teu gosto, tudo que não me deixa em paz. Sentirei uma falta imensa, só. Só. Serás uma lembrança boa nas tardes frias de um domingo qualquer. Serás a parte boa da minha juventude precoce. Tatuado estarás em mim, literalmente. Terei voce como amor, como paixão, como algo bom que veio e me fez feliz. Amo você, meu céu, minha fé, minha aliança com o eterno.

renataoliveira

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Amor,



Que venham mais calafrios, mais ardencias, mais calor. Que venha junto deste teu corpo quente, a solução pros meus frios absurdos. Que os dias ao teu lado sejam longos e proveitosos, que as noites contigo sejam marcantes e profundas. Por que Darling, eu amo você, e amor assim não passa sem deixar marcas AVASSALADORAS.

renataoliveira

domingo, 4 de setembro de 2011

Um tiro no coração


Num lugar querido agora querido agora escuto as trevas, o motivo dessa canção 

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

 _ Vai, mete a cara mesmo, não é por que doeu uma vez que vai ser igual.
 _ Tudo bem, mas e como faz pra romper com tudo que minha mente bloqueou ?
 _ Reza. Pede pra Deus coragem de amar de novo.
 _ Amar não é problema, jamais deixei o amor. Deixei o que sustenta ele, as demonstrações. Deixei os meios que perfuravam minhas costas toda noite com lembranças.
 _ Mas não será igual.
 _ Mas ainda serão cartas, e-mails, datas, músicas.Tudo, que um dia foi meu e dele e que não mais é.
 _Tenhamos bom senso, ao menos, ou não. Mete a cara de vez, só vai parar de doer, quando a carne cessar diante da dor. Faz, ama, escreva e liga pra dizer o quanto ele é importante pra ti. Primeiro, pra ele ficar mais um pouco. Depois, pra essa agonia do que já foi ir também, ou só virar paz. Seja sem vergonha, se não enfrentardes o inferno desta paixão, jamais viverá os próximos amores.

02/09/2011

terça-feira, 30 de agosto de 2011

DND³

Eu apenas preciso a controlar esse desejo que sinto toda noite quando to do seu lado,desejo do que já fomos e do que nunca seremos de novo. Só preciso criar vergonha na cara e olhar pra ti e dizer que todo o amor que temos, não vale o sofrimento pelo qual passamos. Coragem basta, fitar você e falar que por mais que a gravidade nos atraia, nós temos que seguir. Eu te amo, garoto. Muito. Mas tudo que fizemos um ao outro, como vingança ou seja lá o que foi, foi prova de que não nos amamos. Gosto de ver assim. O outro lado me angustia, por mais explixito que seja. Os dias frios passaram, agora pode ser mais facil superar sua presença; faltam, agora, pouco mais de três meses e a partir dai não sei o que será de nós dois. As intrigas, as traições, as escolhas mal feitas, os rapazes, os beijos sem sentimentos ainda me trazem a lembrança da nossa decadencia. Você entorpecido e eu anorexa. Não quero lembrar, não quero reviver, mas ainda, insisto, em querer você.



renata oliveira

domingo, 21 de agosto de 2011

2010


O silêncio e a imobilidade foram dois dos jeitos menos dolorosos que encontrei, naquele tempo, para ocupar meus dias, meu apartamento, minha cama, meus passeios, meus jantares, meus pensamentos, minhas trepadas e todas essas outras coisas que formam uma vida com ou sem alguém como ele dentro dela.
[...]
De todos aqueles dias seguintes, só guardei três gostos na boca - de vodca, de lágrima e de café. 
E então me batia e gemia arranhando as paredes com as unhas, abraçava os travesseiros como se fossem o corpo dele, e chorava e chorava e chorava até dormir sonos de pedra sem sonhos.


CaioF.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011


Suas mãos tão quentes atravessando o meu vestido ♫

quarta-feira, 17 de agosto de 2011










Depois de tanto tempo ?
- Sempre.

hp

Deixo você ir, sem lágrimas no olhar.

A lealdade foi deixada de lado, assim como da primeira vez. Todo o amor jurado foi traido mais uma vez, por aquele que o atiçou.  Pode não parecer nada pra ti, nada para muitos que estão ao meu lado e não entendem, mas eu sinto a dor do que já foi. Sinto. Meus dias foram recuperados não só por minha competencia em cuidar de mim [o que aliás não tenho], mas pelos que me sustentaram quando arrefeci. Você tinha me ajudado, tinha. Me deixastes, e foi ao encontro dos que pra ti só acrescentam o prazer em gastar tempo se ocupando da vida alheia. Eu acreditei em você, assim como acreditei naquele que causou minha decadência. Eu devia ter desconfiado. Você traiu meu sentimento, e o pior, é escrever tudo isso sem dor. Como se a carne já tivesse se ferido a ponto de não mais sentir nada. Nada. É triste, motivo de luto inclusive. Nada mais. Você foi, lembra ?   Amores são coisas da vida, partidas também.

renataoliveira

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Agora mais que nunca nós somos o taal casal, apaixonado ♫

De sabes quando as outras bocas não mais interessam ? Quando outros gostos não significam mais nada, ? E o sentido, ele só há junto de ti. Notei o quanto eu te amava ao lado daqueles que sempre estiveram comigo. Todas as horas passadas com eles, todas as historias escritas e momentos vividos não tem mais gosto de saudade e sim de vitória. Não sei se entendes, mas me desvincular de todos e não sentir falta é um grande passo. Sinto que não mais preciso deles para me sustentarem, mas que sozinha e ao teu lado já tenho tudo pra me manter de pé. Você chegou invadindo, literalmente, meu mundo. Já havia desistido, sim. Já havia ido procurar novos ares e novas pessoas, alguém que me encantasse. Me encantaram, me judiaram e me fizeram neste periodo, desvalecer algumas vezes. Pela experiencia de 2010 não mais me deixei cair, e você apareceu, não como prêmio ou solução dos meus problemas. Mas como a paixão cheia de amor que todo mundo busca, um amor sem confuso, mas simples. Com todas as amarras, complicações, receios, angustias, desejos e palavras não ditas, nos tornamos o que somos hoje. Eu realmente te amo my darling, por isso, sabes ? Porque você fez dos meus dias, mais tranquilos.

renataoliveira

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

É fácil fingir que se sente, difícil é sentir o que sentimos.

renataoliveira

sábado, 13 de agosto de 2011

Lapís, Jack & Cigarro na mão


E não consigo enxergar nas suas frases nada direcionado a mim, por mais que sejam. Não consigo ver os seus atos de amor, só os de traição. Um grande amigo hoje disse o que eu queria ouvir de alguém, só pra saber que não sou a única com essas ideias malucas. Disse me ele: - Vale mais a companhia, não importa a marca, o ano o envelhecimento da bebida, importa a companhia e o assunto, tem coisas por que a gente se apaixona. - Tem coisas por que a gente se apaixona, sem dúvida alguma, aliás sou apaixonada por ele e ele ouvirá minhas queixas de ti e do teu amor, sabe ? Ele vai estar comigo junto da máquina de escrever, do copo de whisky e do bom blues... Ele vai ver meu olho borrado  de manhã e minha boca vermelha a noite, ele vai escutar os choros quietos que vêm do sentimento por você, ele estará presente nos poucos sorrisos que darei para simples frases que expressam o que sinto. Ele sempre me entendeu, nas minhas crises ele estava ali olhando e sentindo comigo, ele sabia do meu amor falido e criou carinho por mim, assim como hoje eu tenho um carinho imenso por ele, pelo simples fato dele compreender meu sorriso torto de dor. Amor, sabes bem que te amo, tens prova. Mas dói, e você não vê e também não está aqui. Queria voce pras sessões de cura, vai demorar anos pra tentar voltar ao sorriso que dava antes de ti. Queria você pra ver se ajudava, mas você só me dói. 

renataoliveira

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Faz o que tu queres


Basicamente ? É isso ai, só vou fazer o que quero mesmo e o que me der vontade. Sem escrúpulos, sem medidas, sem o pouco de receio e pudor que ainda restava nessa minha sórdida consciência.  Já dizia Raul, faz o que tu queres há de ser tudo da lei. E é mesmo, da minha ou da de quem inventou isso ai. Os dias andam passando rápido e nada está sendo feito; horas gastas em frente a maquinas e papeis e nada feito em prol de um pouco de felicidade. Os dias passam frivolamente, loucos, rápidos, pequenos. Nossas vidas passam assim. Entro agora em uma tentativa de amenizar esta sensação de perda de tempo, de perda da vida. Tento agora entrar não mais em uma das tantas, tentativas frustradas.

renataoliveira

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

O meu lugar, é cercado de luta e suor, esperança de um mundo melhor (8)

Sabes aquela necessidade absurda de ficar em silêncio, mas num silêncio que tudo preenche ? Era isso que eu esperava deste fim de semana, a minha paz. Há um ano foi o lugar que mais desejei, passei por minha dor e nem se quer senti o cheiro da grama verde. Minha paz de certa forma está lá, não me perguntem, minha explicação ainda é vaga, mas basicamente aquele lugar me é sagrado. Sagrado, que me traz fé, que me traz força e que me da amor. Sentir a presença de toda uma historia me faz bem, historia que prezo acima de tudo e da qual todos desdenham. Amo aquele lugar,  mais até que meu edredom. Amo por que sei que nos dias ruins foi o lugar que mais desejei. Lar, é, essa talvez seja a melhor palavra. To precisando de força, de incentivo, a minha ta acabando, já faz mais de ano e ainda não me recuperei completamente. Já faz mais de ano e ainda tem noites que sinto o peito apertar. Precisava muito de lá, agora preciso muito o silêncio. E sei aonde encontrar, mas não vou. Não vou porque vai me doer mais ainda. Dias frios, dias longos, dias doidos. Aguento mais um ano ou fujo ?  Não queria essa opção, não queria discordar, não queria ver assim. Mas é fato, e cá estou eu, continuando a sentir falta, abraçada o joelho todas as noites.

renataoliveira

terça-feira, 2 de agosto de 2011

O ódio é uma demonstração de amor

Já reparou no quanto nos amamos, ?  


A cada dia que em silêncio ficamos perto um do outro, por quinze minutos que sejam, vejo que é ali a paz que mais me seduz.

Garoto, já foram tantos apuros, não ?

Tenho medo de te encontrar um dia, de já estarmos com nossas vidas, de não poder ficar contigo.

E todos, e até eu mesma me pergunto, porque não ficar do lado dele ?

É tão dificil explicar, sabe ?

Eu amo você mais que tudo, não escondo. Mas tenho repudio, aversão.

Entendes que nos dias frios meu pensamento é você ?

Que tem lugares, musicas, palavras, momentos e sensações que remetem diretamente a ti ?

È, você fudeu com a minha vida. Não que ligue, mas tenho plena consciencia disso.

Ja se foi muito tempo ?

Creio que estes 3 anos sejam apenas o começo desta épica peça.

Não te trato com desdem, não se engane.

Trato nossos atos, por que nunca eles conseguem se unir.

Nunca, teremos força novamente.

Eu te odeio garoto, com todas as forças que uma adolescente histerica e problematica tem, te odeio.
 
renataoliveira

terça-feira, 26 de julho de 2011

Está escrito.

E sim, eu já havia me dado conta de que fazem 3 anos desde que esbarramos um no outro. Você pelo visto não, mas entendo. Fui eu que passei noites em claro abraçada o joelho, fui eu que entrei em colpaso inumeras vezes, fui eu e não você. Entende ao menos, o porquê do choro ? Eu te amo, e a cada encontro contigo eu tenho a certeza de que é do teu lado que eu quero ficar. Infelizmente. Tenho a certeza de que voce é o amor da vida, sabe ? Aquele 1º ? De adolescencia, ? Pra vida toda ? É você. Não escutas quando digo que te amo, por que sempre esta preocupado demais com coisas sem importância. Não acredito em você, não consigo. Angustia ver que não voltaremos a ser nós dois, me angustia ver que aquele quarto bagunçado só vai aparecer pra mim esporadicamente. Me dói ver no que voce se tornou. No que eu me tornei. Sabe que espero que estes 4 meses passem rapido ? Mas é, espero, preciso que passem. Estar contigo me mata a cada dia. "Nós só suportamos, por que sabiamos que tinhamos um ao outro, ainda, pra nos sustentar". Você e suas frases marcantes, ou sinceras, tanto faz. O fato é que é assim mesmo, mais uma e nenhum de nós aguenta. Por isso desejo que vás embora logo, não quero reviver aquilo. Doeu tanto amor, maaas tanto tanto, que minha mente bloqueou tudo que contigo tinha ligação. Já reparastes que os unicos momentos em que nos calamos, é quando realmente estamos fundidos ? E ainda assim, conseguimos brigar. Eu te amo. Acredita. Tenha fé, por que agora quem ta precisando de força sou eu, quem ta realmente fraca sou eu. A gente faz as escolhas, e arca com as consequencias. Se essa minha fraqueza emergiu agora, é por que durante todo o tempo em que ficamos separados eu suportei tudo, quieta. Suportei tudo, sem você.  Ouvi tudo, vivi tudo, longe de ti. Entenda, meus dias são tão mais dificeis perto di. Mas quando estou longe, é ainda pior. Nas minhas tardes frias eu hei de lembrar de ti, sabe, das nossas tardes quentes, taradas. Eis de lembrar de todos os e-mails, de todas as cartas, de todos os dias em que voce me esperava naquele poste. Garoto, eu te amo tanto. Não suporto a nossa força. Eu desisto da gente. Desisto. Desisto de te amar incondicional e irrevogavelmente. Desisto de te querer. De pensar em você. De lutar por momentos ao seu lado. Desisto, não do amor que nos sustenta, mas da dor que ele causa.

renataoliveira

quinta-feira, 21 de julho de 2011

isto não é uma despedida.



Senti, já tem um tempo, que ta faltando sentimento aqui. As palavras parecem ser planejadas. Acreditem, fiz de tudo para manter este blog com amor, mas esta parece uma daquelas fases de fim de ciclo, e o blog já não tem mais a emoção que teve um dia. Só eu sei que ele foi meu melhor amigo durante a fase mais tenebrosa dos meus anos. Só eu sei que pra minha sanidade, ele foi essencial. Queria tanto continuar a mostrar aqui, o lado bonito dos sentimentos. Nem precisa ser feliz, nem precisa ter paz. Só precisa despertar alguma coisa. Dor, extase. Tanto faz. E eu já disse aqui que esta calmaria, ou tranquilidade me preocupam. Não sei o que pode vir depois. Não sei se realmente  é o fim deste ciclo, ou se só uma fase. Mas sabem, a cada dia, minha certeza de querer escrever é confirmada. Ainda tenho a imagem da máquina, da vodka, do batom vermelho e da cara borrada na cabeça. Ainda tenho a vontade de fazer isso pro resto dos meus dias. Escrever, entendo por que os melhores tinham tantas crises. Deve ser medonho não sentir nada, pior até, do que padecer em noites frias e longas. Isto não é uma despedida, não agora. É apenas uma confissão. Um dos raros textos, dentre os ultimos, com algum sentimento. Sentimento este que não causa nada, mas gera uma certa aflição, uma certa ansiedade. Na ultima crise emagreci 10 quilos, agora, ganhei 6. Reverso. Falta. Aflição. Ausencia. Ânsia. Não sei o que fazer, mas só vou fazer, o que eu quiser.

renata oliveira

domingo, 17 de julho de 2011


Mas Darling,
 com você não é saudade, é abstinência.

renataoliveira

sábado, 16 de julho de 2011

Ligação de Alma


Nãao aprendi dizer adeus, mas tenho que aceitar, que amores vem & vão .. São aves de verão, se tens que me deixar ..  que seja então feliiiiz  

Sabia que uma hora você ia, que você ia me deixar seu negro. Mas as vezes é melhor, to confiando nisso, to confiando na gente. Vou sentir sua falta, sem dúvida alguma. O que será das minhas noites frias ? Vou sentir falta de tudo, de você mais ainda rs' Meu corujão, até hoje, só você sabe imitar a corujinha e me fazer medo. Alexandre Augusto de Toledo Magalhães Junior, bendito dia em que seu cabelo verde me conquistou. Bendito seja o dia em que eu resolvi te jogar no chão. haha, Bendita rasteira, que me condenou. 
Espero que agora cries juizo,  tenhas noção de algo.  E eu vou continuar te xingando, brigando contigo, batendo em você. Por quê ? Eu te amo seu filho da puta, vou sentir saudade. Já sinto, mas a gente mata. Simples. Mas agora, nova fase pra gente, novos caminhos. Desejo felicidade pra ti, felicidade; amor; paz;  coragem; pinga & sexo. Quero ver aquele  meu Ale, lembra ? De cabelão e olho verde  ? Safado ? rs' É coisa de alma, né ? Ligação forte, roubo. Inúmeras as noites, inúmeras as fotos, inúmeras as lembranças. Que seja lindo nosso caminho, porque o que tivemos até agora foi bom. Do amor a primeira vista até as ultimas brigas, tudo foi bom, tudo foi prova do quão fudidos nós somos juntos e do quanto é pior se a gente brigar. Você, o cabelo verde, a camisa xadrez. É tudo tão vivo pra mim. E a esponja, HAUEHAE. Essa só  a gente e o profº de Bio entende. Temos que testá-la. rs'   Ale,     fica bem, se cuida, se mantenha. Lembra que a doida dos sorrisos sem motivo está aqui, vou sentir muito a sua falta, você é único, só era com você. Te amo @aatmj. E 25 de março vai ficar pra sempre.

@renatinhaot

ps.¹ mais uma vez o texto ficou romântico. desisto de escrever pra ti.
ps.² foda-se. somos nós r's

terça-feira, 12 de julho de 2011

É uma relação bonita, que eu quero preservar e deixar crescer.
cfa

quinta-feira, 7 de julho de 2011

O ultimo.

E por que que eu optei por ficar longe de ti ?

Por que a gente tem uma força tão absurda, que é perigoso romper.
Talvez esta seja minha ultima tentativa de te explicar, talvez eu não receba resposta.
Mas tu tens sido meu maior pensamento nestes ultimos 3 dias.
Reli, mais uma vez, todos aqueles e-mails.
Inclusive os enviados.
Eu nao assimilei ainda o fato do que me tornei, do que vivi. Do que eu, (a egoista), abri mão.
Não consigo acreditar, que você, quem eu mais amo, não consegue entender isso em mim.
Ficar contigo seria esquecer de tudo, seria esquecer das historinhas, das minhas raivas, das minhas implicancias, de tudo que eu NÃO CONSIGO ESQUECER, de tudo que ainda olha pra mim e diz que você nunca estará só para mim.
É que eu procurei sempre isto, alguém meu, única e exclusivamente, sem laços.
Alguém que trocasse tudo, pra estar 10 minutos comigo.
Não é auto-afirmação, é egoismo mesmo. Por que só quando eu tivesse isso, eu abriria mão de todo mundo que me sustentou quando eu fiquei sem você.
Já sentiu gratidão ?
É isso que sinto pelos meus poucos e grandes amigos, eles que me ouviram, dias e meses seguidos em silêncio, ou cantando Nana Caymi.
Não foi nenhum pouco divertido, acho.
Quantos aos muitos, que você disse com quem eu fiquei, que não chegaram a 4, eles foram uma esperança vaga, destruida por você, por eu ainda saber que acima deles, existia alguém que eu queria mais.
Encarei esse tempo longe, 2010, como minha decadência. Tempo em que eu perdi tudo. Fraqueza ou realmente, amor ? Prefiro acreditar que tenha sido o amor, por mais que eu vejo, o quanto fui fraca.
Esperava de 2011 uma sincera melhora, esperava.
Tive lapsos de felicidade, e depois, mais desilusões ainda.
Seguindo a regra normal era pra eu estar com 45kg e sem falar com ninguém a meses, por causa dele. Seguindo a regra normal, mas já tinha vivido isso com você e resolvi seguir o conselho do Raul, FAZ O QUE TU QUERES.
Fiz, por isso escrevi aquele e-mail, o mais sincero.
Por que tudo que cheguei a viver lembra você, tudo que vou viver, sei que jamais será igual.
Quantas vezes já dissemos que nunca mais falariamos um com o outro ? Que nunca mais chegariamos perto ?
Eu realmente cansei disso, .
Mas contigo, nunca é do jeito que eu penso.
Faz o que se quer, também nunca consigo com você.
Não me passa pela cabeça encontrar contigo de novo, mas é o que mais peço pra Deus, pra que dê pra gente juizo, força ou no minimo clareza pra organizar as ideias.
Deus, acho que ele já deve estar me riscando da lista, foi do que eu mais abri mão.
Mas foi Ele também que me fez dormir, naquelas noites em que eu passei em claro, com espamos lembrando de ti, do jeito que você me abraçava.
Os braços em volta da cintura, sempre do mesmo jeito, até que eu senti um vazio.
E ainda assim, achas que não te amo ?
A escolha que eu fiz agora é a mais desvencilhada de tudo possivel, a mais desapegada e sem qualquer "carinho" que um dia tivemos.
Mas assim, como um dia recomecei contigo, quero ver se consigo outra vez.
Das cartas, dos e-mails de manhã, da rotina é do que mais sentirei falta .. até que eu esqueça.
Já que com outra pessoa não terá o mesmo significado.
Eu era apaixonada por você, e eu amo você.
É tudo tão diferente agora, tudo tão frio, como diria você.
Parece que o lado bonitinho *-* das coisas já acabou.
Mas tambem não tenho a ilusão de que volte um dia a ser como antes.
Eu amo você, garoto.
Amo de um jeito que nem noites em claro, dores e todas as sequelas possiveis me fizeram esquecer.
Ve se tenta entender, por que eu ainda quero entender porque você me deixou ir.
Por que você não me impediu.

renataoliveira

terça-feira, 5 de julho de 2011

Aviso aos Navegantes


As pessoas entendem o que querem, veêm o que querem, fazem o que querem.
Não quero recordar o que passei, e pior, não quero reviver.
As pessoas não medem as palavras pra te tratar, mas guardam suas palavras mal ditas.
As pessoas não abrem mão do próprio comodismo, mas questionam seus atos.
E hoje, eu abri mão, não questionem e nem me cobrem.
Aquilo já foi. Mas talvez eu corra atrás, da felicidade.

renataoliveira

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Queria que você entendesse, ao menos o meu caminhar.

"Só ele é capaz de me fazer recomeçar. Só ele me impede disto."

Mais um mês se foi. Estávamos juntos. Foi bom, não imaginei que nos encontrariamos de novo. Não imaginei que veria aquele quarto bagunçado outra vez. O simples fato de estar contigo mais uma vez me fez sorrir pela semana inteira. Garoto, você é foi o meu primeiro amor. Me dói te ver longe, dói ver o quanto a gente já se ofendeu. Dói ver que o amor é de verdade e ainda resiste a tudo. Queria muito que você entendesse ao menos um pouco disso aqui, queria que você entendesse, ao menos o meu caminhar. Um pouco. Queria que você visse o que esse tal de amor deixou de marcas em mim. Eu tenho elas contadas, mas pela lembrança boa de você, eu já perdi a enfase em contar esta historia ruim. Você não vê, mas recordar 2010 para mim é martírio, é sangrento, dói. Enquanto 2009 foi o ápice, 2010 foi o declíneo do caminho que eu tinha escolhido. Não vou mais tentar te explicar o que aconteceu comigo, não vou tentar fazer-te entender como te quero perto. Os dias passam, não é mesmo ? E assim tudo segue. Um dia a gente se encontra, ou não. Um dia eu revejo aquele quarto bagunçado, ou não.
renataoliveira
Ve se te alimenta e não pensa que eu fui, por não te amar ♫



domingo, 26 de junho de 2011

Posso ser um beat, beatnik .. Ou um beatle, um beatlelado 

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Abraçada o joelhos

Pensei eu, que  a minha fase de ter amigos imaginários já tinha passado. Pensei eu, mas querido você tem sido minha salvação nesses dias lúgubres. Salvação. Ta difícil e não tem como negar isso, felicidade e paz me doem, por que ? Você é meio que meu anjo da guarda, uma espécie de deus que me mantém ligada com o Maior. Nunca rezei tanto querido, acordada, dormindo, estudando, trabalhando. Pedir fé é pior que pedir força, ser forte é mais fácil que ser fiel. Não nasci pra ter paz querido, tenho intensidade  e vida demais guardadas comigo desde que nasci. Aliás, desconfio que só nasci por causa disso; mas me resta descobrir qual o propósito d'eu estar aqui, d'eu ter que estar aqui. Já vivi tanta coisa pros meus 15 belos aninhos, tantas coisas que me dão vontade de reviver; ando sentindo saudade, sabe ? Mas também ando sentindo vontade de vida, isso aqui ta suportável demais. E me assusta sabe ? Amigo imaginário, seria divino dividir one coke com você, você me é íntimo. Mas como dito, ta difícil, vou procurar umas aventuras. Ou não ? Preciso de um conselho, ou de alguém dentro de mim, tanto faz. To precisando mesmo é de força de vontade, pra ler o que preciso ler, pra assumir o fardo da felicidade, pra cuidar de mim, pra sorrir, pra crescer. O que meu Agenor disse é verdade, a gente se fecha quando algo que vem pra nos mudar, nos fazer bem e feliz chega, a gente se tranca em nós mesmos, no passado. Me ajuda nessa ? Intercede por mim ? Me da coragem pra voltar pra Ele ? Ta me faltando coragem. To precisando (há anos) me confessar, to precisando ter fé de novo no que é bonito, nesse tal de amor. Tenho adoraçao por ele, que está comigo, mas não tenho mais fé querido. Perdi naquele março frio de 2010, quando junto do meu amor, minha fé partiu pra longe de mim. Não deviam ter apresentado pra mim o amor, sabe, sou daquelas do Caio Fernando, sinto demais, sinto, vivo; me condenaram no dia que experimentei o gosto do amor, seu voluptuoso gosto. Pra você ter uma idéia meu grande amigo imaginário, to sentindo falta das noites insones em que eu lembrava da minha decadência e abraçava os joelhos, naquelas noites ao menos eu tinha porquê querer dormir, e naqueles dias eu tinha dor suficiente pra procurar o que fazer e me dispersar. Passaram se os dias, chegaram as noites e nesse meio eu me perdi. É tão dificil ver no que me tornei, tão dificil ver que aquelas minhas ideias foram embora. Será que amadureci ? Quando algo amadurece, logo fica podre. Não tem o gosto bom esse amadurecer. Sinto falta do meu constragimento perto dos palavrões e dos meninos, do alcool e da volúpia, agora nessa fase eles são os meus melhores amigos. Me sinto em transição, constante mutação querido. Que será isso ? Que de pior que minha frieza e desprezo pode vir ? Sabe aquele gosto fútil das coisas que desprezo ? Sinto falta, HAHA, sinto falta dos gostos diferentes em uma mesma semana, da consciência leve. Ser leal amarga tanto, querido. Amarga. Me ensina a amar de novo ? A ser apaixonada ? A cultivar junto com essa adoração e com essa lealdade o fervor da paixão ? Vê se manda pensamentos positivos pra mim, meus dias realmente estão insuportáveis de tão suportáveis que estão. Preciso de fé, de amor, de vontade, de desejo. Ele é minha ultima esperança, antes que eu largue tudo em que acreditei até agora e volte pra minha decadência. Por favor, me manda fé, ou coragem pra ir em busca; tanto faz, mas preciso sair dessa inércia. Por favor. 

Qualquer hora te chamo de novo, esteja disponível pra mim.
re 

Mais uma carta

Senti sua falta essa semana, sim.
Acostumei com sua presença quieta.
Sinto falta do meu menino com camiseta listrada; sinto muita falta.
São inumeras as minhas frases e textos pra ti, a questão é que sempre que fico perto de você eu não consigo mostrá-los (e  vc tb nunca entende).
É, não me preocupo mais com a imagem que tens de mim, já sei que é a pior de todas.
Minhas visões andam meio turvas, ando querendo uma paz desconhecida, um amigo;  sempre lembro de ti e deslembro.
Uma frase que vc disse ta comigo até hoje. "Esse tempo que a gente ficou separado serviu pra gente ver o quão idiotas nós somos longe um do outro".
É tão dificil te ver, te enxergar. Acho que a hora que eu não te ver mais vai ficar mais fácil não lembrar. (preste  bem atenção, nao lembrar não quer dizer esquecer)
Depois de ti esqueci tudo, depois. Depois de você, tudo remete a ti. Você foi o primeiro que  marcou. Sinto falta dessas 'primeiras', de tudo que tinha graça e hoje nem se quer é lembrado.
Cartas. Fotos. Frases. E-mails.
Ausência.
É a sua falta que me faz lembrar você.
Gosto do seu silencio do meu lado, sem nada, sem expectativa, sem futuro melhor.
Só o momento, quietos.
Sinto falta, sinto necessidade.
Lembro que ano passado risquei você da minha visão periférica, pra não ver o que não queria, você perto dos que me angustiam.
Risco de novo agora ? Ou resisto mais esses 6 meses ?
Perguntas.
Falhas.


re

domingo, 19 de junho de 2011

sábado, 18 de junho de 2011

A última carta ?

Você não vai entender e eu ainda espero isso.
O problema é esse, eu não planejei nada, você voltou e eu quero que continue ai,  só pra eu te olhar.
Não entende esse amor né ?
É ignorancia minha tentar descrever, mas em meio a tudo isso, a essa escolha que fiz e que to bem feliz com ela, eu te amo e fico mal quando está longe.
E amor não significa querer, nunca significou.
Não voltaremos a ser o que era, e aquele sorriso sincero que estampava do nosso rosto não vai voltar.
Tudo que vivi até aquele 15 de Abril de 2009 , foi riscado a partir do momento que aceitei te amar.
Acredita ?
Pois é, nada mais que veio antes eu recordo tao bem como lembro de ti.
E eu preso isso, amo essa lembrança e quem participou dela.
Não vamos conseguir tudo de novo, e EU DESISTI. 
Sorry, mas quero ser feliz agora e não to disposta a passar por tudo de novo, até que o dia em que eu esqueça tudo e que você pare de me comparar ao que você acha que eu sou, pra que a nossa felicidade aconteça.
Essa não é a hora, e repare que o talvez se extinguiu.
Gordo, eu te amo absurdamente. Porém, mais uma nós dois não aguentaríamos e é isso que eu vejo. 
Eu quero ser feliz, e você nnão faz idéia das duvidas que agora me possuem. Nao mesmo :D

renataoliveira

MEUS

Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.  Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.  A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.  Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.  Deles não quero resposta, quero meu avesso.  Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.  Para isso, só sendo louco.  Quero os santos, para que  não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.  Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.  Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.  Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.  Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.  Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.  Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.  Não quero amigos adultos nem chatos.  Quero-os metade infância e outra metade velhice!  Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa.Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.

Aos meus amigos,  aos meus.



Essas palavras que eu escrevo, me protegem da completa loucura.