➸ Mulher Vermelha ♥

Cada vez que escrevo um bom poema é mais uma moleta que me faz seguir em frente.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

eu sou egoista, eu sou.


O inconsciente não quer vir, agarro meus dois travesseiros e por mais uma vez olho sua foto na minha cabeceira. Tomara que tudo dê certo, ou ao menos, que nós dois sejamos felizes independente de lugar e acompanhante. Vejo a foto, e vejo que você pode ficar só ali, paralisado no tempo como alguém que eu realmente adorei. O fascínio de imaginar você ao meu lado ocupa meu dia, seu jeito, seu olhar, seu sorriso. Um fascínio sem por quê, afinal, por qual motivo eu amaria você assim ? Vou fazer o possível, ainda, pra ter você aqui comigo. Minha filosofia não te convence, mas sei que curioso por mim, você também é. Rezo, peço luz. O desejo é grande, a tentação que é desistir me ronda. Mas posso desistir de quem eu amo ? Eu me perdoaria ? Somos opostos, em tudo, até os astrólogos dizem que é melhor fugir. Mas você, você é aquela questão que eu quero ao menos, conhecer. Desafio ? Se fosse eu já teria desistido, é algo maior, que rege essa minha obsessão por você. Você prefere o talvez, por medo. Eu prefiro o sim/não, pela certeza. Algum dia concordaremos ? Ficaremos juntos ? Eu preferiria ter a certeza do não, do que a incerteza do talvez. Sou a favor de tentar, ou de ser direto. Mas tanta coisa há de vir, e o Xeque-Mate parece se aproximar. Se ele já não passou.

Renata Oliveira

3 comentários:

  1. Contaste o trecho de uma história que conheço bem, felizmente!!!

    Acalme-se se vc sente forte, é que não chegou a hora do Xeque !!

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Sim, pois aprendi tanto atraves dela!

    ResponderExcluir

Manifestos



Essas palavras que eu escrevo, me protegem da completa loucura.