➸ Mulher Vermelha ♥

Cada vez que escrevo um bom poema é mais uma moleta que me faz seguir em frente.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Nada resume esta dor, mas isto simplifica bem.

Eu que sempre fui livre, Não importava o que os outros dissessem.

Até onde posso ir para te resgatar?

Reclama de mim, como se houvesse possibilidade... De me inventar de novo.

Desculpa... Desculpa se te olho profundamente,

rente à pele... A ponto de ver seus ancestrais... Nos seus traços.

A ponto de ver a estrada... Onde ficam seus passos.

Eu não vou separar minhas vitórias Dos meus fracassos!

Eu não vou renunciar a mim;

Nenhuma parte, nenhum pedaço do meu ser Vibrante, errante, sujo, livre, quente.

Eu quero estar viva e permanecer Te olhando profundamente.

Um comentário:

  1. My compliments for your blog and pictures included,I encourage you to photoblog,

    http://photosphera01.spaces.live.com

    Even week another photo album

    Greetings from Italy,

    Marlow

    ResponderExcluir

Manifestos



Essas palavras que eu escrevo, me protegem da completa loucura.